quarta-feira, 18 de março de 2020

Rui: ‘Não adianta suspender aulas se a turma for à praia ou para os bares’


Foto: Rayllanna Lima/bahia.ba
Alexandre Santos / Rayllanna Lima - O governador baiano Rui Costa (PT) afirmou nesta terça-feira (17) que a suspensão de aulas nas escolas públicas estaduais não surtirá efeitos se os estudantes não obedecerem à recomendação de evitar a circulação em lugares públicos durante o enfrentamento da pandemia do novo coronavírus.
“É importante que as pessoas adotem a postura de evitar o contato físico. Não adianta nada suspender as aulas aqui em Salvador se a turma for bater baba, se for à praia ou se for para os bares. Não resolve o problema. O que resolve os problemas é as pessoas se resguardarem, preferencialmente ficando em casa, assistindo televisão, a um jogo, ler um livro. Evitar aglomerações e o contato físico principalmente com pessoas que estejam gripadas, independente do motivo da gripe “, recomendou o governador.
As declarações foram dadas durante inauguração da Central Integrada de Comando e Controle da Saúde do Estado da Bahia, unidade que também abrigará o Centro de Operações de Emergência em Saúde (Coes), responsável pela coordenação das ações de combate à disseminação da Covid-19.
Os dois equipamentos funcionarão no Centro Administrativo da Bahia (CAB).
Rui afirmou que tais medidas visam proteger sobretudo as pessoas idosas —na Itália, o segundo país mais afetado até agora pela pandemia, a média de idade dos infectados pelo coronavírus é de 63 anos, dentre os quais 60% deles são do sexo masculino, segundo dados do Instituto Superior de Saúde (ISS), órgão subordinado ao Ministério da Saúde do país.

Nenhum comentário:

Postar um comentário