sábado, 6 de junho de 2020

Suspeitos de furto em escola de música de Sobral são presos menos de 24 horas após o crime

Uma ação realizada por equipes das forças de segurança em Sobral resultou na prisão de quatro suspeitos de envolvimento no furto ocorrido nessa terça-feira (2), em uma escola de música situada no Centro do município, pertencente à Área Integrada de Segurança 14 (AIS 14) do Estado. Instrumentos musicais e outros equipamentos de som subtraídos do local foram encontrados durante as buscas, que contaram com a participação de equipes da Polícia Militar do Ceará (PMCE) e da Guarda Civil Municipal (GCM). O caso foi registrado na Delegacia Regional de Sobral da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE), onde foi instaurado inquérito referente à participação de cada um no crime.

O trabalho de buscas teve início logo após o diretor da instituição entrar em contato com a Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops) da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS). Ele comunicou o arrombamento do local e detalhou o furto de vários objetos, entre instrumentos musicais, equipamentos de som e eletrônicos. Equipes da PMCE e da GCM foram acionadas e seguiram até a escola, onde foram feitos os levantamentos iniciais. A partir daí, foram iniciadas as diligências.

Ainda durante a manhã, os militares foram informados sobre indivíduos tentando vender caixas de som. Segundo o que foi passado, os homens estavam com os equipamentos em um carrinho de supermercado. A composição foi até o ponto indicado, no bairro Tamarindo, e logo encontrou as duas caixas em uma calçada. O material foi recolhido e os policiais continuaram as buscas. Nas proximidades do local onde as caixas foram encontradas, a equipe do motopatrulhamento avistou um indivíduo levando um carrinho de supermercado. O homem foi abordado pelos policiais para prestar esclarecimentos na unidade da Polícia Civil. Ainda durante o patrulhamento, outra equipe localizou mais uma caixa amplificadora e duas guitarras, mas nenhum suspeito foi localizado.

O homem que estava com o carrinho foi levado para a Delegacia Regional de Sobral, onde prestou esclarecimentos à autoridade policial responsável. Ele foi liberado após o depoimento, por não existir comprovação de sua participação no crime contra a instituição e na venda dos materiais.
Prisões e mais equipamentos recuperados

Dando continuidade às buscas, já à tarde uma equipe da Guarda Civil Municipal de Sobral recebeu informações via Ciops que equipamentos de som furtados da escola estavam abandonados na Praça do Bosque, no Centro da cidade. Os guardas se deslocaram até o ponto indicado e logo encontraram dois contrabaixos e uma caixa amplificada. Os equipamentos foram recolhidos e nesse primeiro momento nenhum suspeito foi encontrado.

Em seguida, os guardas foram informados que os autores do furto estavam em um imóvel situado nas proximidades da Igreja de São Francisco. Com esse relato, a equipe foi até a região e após levantamentos feitos no local chegou até a casa utilizada como esconderijo pelos suspeitos, situada na Rua Oriano Mendes. Três pessoas foram encontradas no imóvel, sendo identificadas como Francisco Valney Viana de Mesquita (43), com passagem pela Polícia por uso de drogas; Maria José da Silva Alberto (29) e Marcelo Raimundo de Sousa (18).

Os guardas revistaram a casa e encontraram duas guitarras, um teclado e um rack com mesa de 12 canais. Em outro ponto, próximo à igreja de São Francisco, os agentes de segurança encontraram um homem carregando uma mesa de som enrolada em uma camisa. Ele foi abordado e identificado como Francisco Valderi de Sousa (43), também conhecido como “Deri” e com antecedentes por roubo e furto.

Todos os envolvidos foram levados para a Delegacia Regional de Sobral e foram autuados em flagrante por furto. Todos os equipamentos encontrados durante as buscas foram levados para a unidade policial e restituídos ao responsável pela instituição de ensino. A Polícia Civil mantém as investigações com o objetivo de recuperar outros bens furtados do local e apurar a participação de outras pessoas no ato criminoso.
Denúncias

Nenhum comentário:

Postar um comentário