sábado, 4 de julho de 2020

Em quarentena, enfermeiro deixa recado no lixo para alertar coletores: 'Lixo produzido por pessoas positivas para a Covid-19'



Mesmo em momento de grande dificuldade, uma família de Itapicuru, distrito de Irecê, centro norte da Bahia, decidiu pensar no próximo. Contaminada com coronavírus e em isolamento social há pouco mais de uma semana, o enfermeiro Túlio Barbosa, de 31 anos, decidiu deixar bilhetes no lixo para que os coletores tomassem o devido cuidado no manuseio das sacolas e evitassem uma possível contaminação.
“A ideia foi de Túlio, mais pensando em pessoas que trabalham com reciclagem e os coletores de lixo. Por conta de essas pessoas que procuram material reciclável, geralmente serem desinformadas, e muitas não terem outro meio de vida. Na nossa comunidade rural não é muito comum isso, mas ele quis deixar uma mensagem para poder inspirar outras pessoas que moram no centro urbano a fazerem o mesmo. A gente não esperava a repercussão”, contou a esposa de Túlio, Queilane Vieira.
Túlio e Queilane desconfiaram que estavam contaminados pelo coronavírus no meio de junho, quando sentiram sintomas compatíveis com a doença. Porém, os primeiros testes não atestaram a presença do coronavírus. Só depois, quando já estavam assintomáticos, os testes apontaram a infecção.
Túlio Barbosa, enfermeiro da região norte da Bahia — Foto: Túlio Barbosa Oliveira/Arquivo pessoal

“Meus filhos foram assintomáticos desde o início. Mas Túlio e eu fizemos exames e tivemos um falso negativo, mesmo com todos os sintomas, devido ao vírus não estar tempo suficiente no organismo para ser detectado por teste rápido. Depois de 20 dias que tínhamos apresentado os sintomas, testamos positivo, quando já não estávamos mais sentindo nada”.
Os pais de Túlio não moram com o enfermeiro, mas também foram contaminados pelo coronavírus. O pai precisou ser internado para receber atendimento hospitalar. Diabético, o senhor de 54 anos realizou um teste no último dia 22, mas o resultado não apontou o coronavírus. Cinco dias depois, o quadro piorou, com tosse e falta de ar. Um novo exame foi realizado e comprovou a presença da Covid-19. Leia matéria completa aqui

Nenhum comentário:

Postar um comentário