sexta-feira, 23 de outubro de 2020

Instrução normativa da Segurança Pública regulamenta Projeto Mensageiro recebimento, transporte e entrega de objetos

Denominado de Projeto Mensageiro, o serviço de recebimento, transporte e entrega de objetos entre as unidades da Secretaria da Segurança Pública (SSP-TO), acaba de ser instituído e regulamentado. A Instrução Normativa nº 05, de 15 de outubro de 2020, sobre o funcionamento do serviço foi divulgada na última terça-feira, 20, no Boletim Interno nº 31, publicado na Intranet da SSP-TO. (SSP/TO). Coordenado pela Diretoria de Polícia do Interior e tendo a colaboração da Superintendência da Polícia Científica, o serviço oferecido pelo Projeto Mensageiro torna o envio e recebimento de objetos entre as unidades da SSP muito mais ágil e ainda otimiza recursos. Conforme a instrução normativa, o transporte do objetos, dentre eles documentos, vestígios e materiais de expediente, será efetuada uma vez por semana por meio de duas rotas. A diretora de Polícia do Interior, delegada de polícia Ana Carolina Coelho Marinho Braga, explica que o Projeto Mensageiro surgiu da necessidade de otimizar recursos e fazer com que procedimentos e materiais chegassem mais rápido e de forma mais frequente nas unidades do interior do Estado. Além de que, para ela, o Projeto promove a valorização dos policiais civis e das atividades de segurança pública. “A normatização desse projeto é um grande avanço. Ele traz essa proximidade, essa celeridade, economia de recursos e eficiência, concretizando os princípios da administração pública. Assim como o envio regular de materiais de expediente e procedimentos, também trazendo mais controle para a cadeia de custódia”, acrescentou Ana Carolina. A escrivã de Polícia Civil e coordenadora do Projeto Mensageiro, Claudia Cristina Pereira da Silva, informa que na execução do projeto tem-se buscado a agilidade e economicidade na busca e entrega dos objetos. “Desse modo, não é necessária a disponibilização de outros profissionais para esse fim, já que os mesmos mensageiros vão fazer o transporte na ida e na volta, pelas rotas sul e norte”, explicou a coordenadora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário