sábado, 5 de junho de 2021

PMCE prende três pessoas após disparo em via pública

A Polícia Militar do Ceará (PMCE) prendeu, na tarde desta sexta-feira, 04, Robson Serpa Barros (24), Vitória Régia Justino Lima (23) e Wagner Cavalcante de Assis (42) após disparo em via pública, na rodovia CE-060, em Pacatuba-CE. Com eles foi encontrado um revólver. Por volta das 13h00 de ontem, o motopatrulhamento da 2ª Companhia do 24º Batalhão Policial Militar estava em policiamento na rotatória da CE-060, próximo a entrada do bairro Pavuna, quando ouviu um disparo de arma de fogo, e, prontamente, deslocou-se no sentido do estampido. Mais a frente, a equipe visualizou um carro VW Golf que, ao avistar os policiais militares, passaram a trafegar em alta velocidade, em comportamento de fuga, chamando a atenção da equipe. Foi iniciado um acompanhamento tático para realizar abordagem, conseguindo parar o veículo alguns quarteirões adiante, na rua Ângela Campos. No carro estavam cinco pessoas, dois homens e três mulheres, que foram abordados e indagados sobre o disparo de arma de fogo. Os suspeitos informaram que jogaram a arma para fora do carro na tentativa de fuga. Os policiais militares refizeram o trajeto e localizaram, na via pública, o revólver calibre .38 com três munições intactas e uma deflagrada. O motorista do carro confessou que efetuou o disparo para o alto em via pública e que a arma pertencia a Robson, que confirmou a versão. As cinco pessoas que estavam no carro foram encaminhadas para a Delegacia de Pacatuba. Na unidade de polícia judiciária, Vitória Régia resistiu em entregar aparelho celular ao inspetor de Polícia Civil, xingando o referido Inspetor com palavras de baixo calão. Ainda, foi encontrado, na bolsa de Vitória um dichavador. O delegado de polícia civil autuou Wagner Cavalcante com base no artigo 15 estatuto do desarmamento, pagando fiança e sendo liberado em seguida. Já Robson Serpa foi autuado com base nos artigos 306 código de trânsito e 14 estatuto do desarmamento. Vitória Régia ficou presa com base nos artigos 329, 330, 331 do código penal. As outras pessoas que estavam no carro entraram no processo como testemunhas. Na ocasião, ficaram apreendidos o armamento, dichavador, carro e dois aparelhos celulares.

Nenhum comentário:

Postar um comentário