sábado, 13 de agosto de 2022

Agência de Desenvolvimento apresenta propostas de ação para próximo governador da Bahia

No Sul da Bahia, os temas educação, cacau e turismo têm em comum a vocação e o grande potencial de transformação da região. Os principais desafios e oportunidades de cada um foram debatidos por um grupo de representantes dos setores público e privado, da academia, da sociedade civil e das comunidades locais. Resultado deste trabalho, o documento “Educação, Cacau e Turismo: Propostas de ação com o Governo do Estado (2023-2026)” foi lançado ontem (11) durante evento realizado no novo campus Jorge Amado, da Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), em Ilhéus. O documento sintetiza demandas e propostas desses três eixos, com a intenção de influenciar as ações do próximo governador da Bahia durante sua gestão. A responsável pela mobilização e sistematização do documento é a Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) Sul da Bahia, uma organização sem fins lucrativos, facilitadora local com a capacidade de articular, planejar e implementar iniciativas que promovam o desenvolvimento sustentável do território. “As agendas de educação, cacau e turismo são estruturantes e fundamentais para a geração de impactos econômicos, sociais e ambientais positivos na região, contribuindo para a valorização do patrimônio cultural e humano do território”, esclarece Ricardo Gomes, presidente interino da ADR Sul da Bahia e gerente do programa Desenvolvimento Territorial do Sul da Bahia do Instituto Arapyaú. A consolidação e apresentação desse conjunto de propostas é a primeira iniciativa concreta da Agência. Com sede em Ilhéus e sob a coordenação da arquiteta e urbanista Mariana Sales, Secretária Executiva da entidade, a ADR Sul da Bahia entra em ação ainda no mês de agosto. “A Agência de Desenvolvimento Regional atua como um vetor de transformação, conectando pessoas da sociedade civil, setores público e privado para concretizar o potencial da região”, resume Mariana.
Objetivos da ADR Sul da Bahia - A atuação prioritária da Agência se dá pela articulação e mobilização de atores sociais, iniciativas e investimentos estruturantes pela e para a região. Em educação, por exemplo, a organização atua tanto na melhoria da qualidade do ensino regional, quanto na promoção de formações e pesquisas - questões fundamentais para qualquer desenvolvimento sustentável de longo prazo. Na economia, a ADR Sul da Bahia atua para estimular iniciativas que promovam desenvolvimento sustentável a partir das vocações e potenciais regionais, valorizando os ativos ambientais e naturais. Para se tornar realidade, a ADR Sul da Bahia foi impulsionada por um conselho estratégico, responsável por aportar capital político, intelectual e financeiro à organização. Esse conselho é constituído pela Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), Parque Científico e Tecnológico do Sul da Bahia (PCTSul), Associação dos Municípios da Região Cacaueira da Bahia (AMURC), Sebrae, institutos Arapyaú e Humanize, além do Movimento Sul da Bahia Global, que representa a sociedade civil. O documento “Educação, Cacau e Turismo: Propostas de ação com o Governo do Estado (2023-2026)” está disponível no link: https://pctsb.org/adr-documento/

Nenhum comentário:

Postar um comentário